Neste livro, Warren Mosler toma emprestado de John Kenneth Galbraith a noção de “fraude inocente” e identifica sete dos mitos mais destrutivos, todavia amplamente difundidos, sobre a economia.

Esses mitos correspondem a noções do senso comum em economia, difundidas na mídia e na maiorias dos ambientes sociais em que interagimos, que, apesar de tidas por leigos e até mesmo por economistas de formação deficiente como "verdades inquestionáveis", não possuem sustentação teórica nem prática, na efetiva realidade econômica de qualquer sociedade capitalista.

Dentre essas fraudes capitais (ainda que talvez inocentes) que o autor revela, uma delas é a que afirma que as finanças do governo devem ser semelhantes às finanças de uma família: o governo precisaria primeiro tributar e tomar empréstimos antes de poder gastar.
Nada mais fora da realidade financeira de qualquer nação com soberania monetária, ou seja, que emita a sua própria moeda. Estas nações (incluído o Brasil, é claro), na verdade, não possuem qualquer restrição financeira em gastos efetuadas na própria moeda que emitem. O governo federal não é operacionalmente limitado pela receita tributária, o que significa que não há “risco de solvência”, ou seja, o governo não precisa da "receita" dos impostos.
Outro mito que o autor desmascara é o do déficit orçamentário do país, que tanta histeria causa na mídia oligopólica e no mercado financeiro. Mosler prova que, na verdade, esse déficit é uma adição à poupança do restante da economia, ou seja, aumenta diretamente e na mesma quantidade a poupança de ativos financeiros do setor não-governamental (famílias e empresas).
O renomado economista aborda ainda o mito de que o país precisa de poupança para acumular fundos necessários ao investimento, mostrando como o que ocorre na verdade é o inverso: É o investimento que aumenta a poupança.
Mosler mostra que, sejam essas crenças inocentes ou não, elas não passam de mitos, e explica didaticamente como de fato acontece na economia real, citando fatos e acontecimentos de sua exitosa atuação como investidor, conselheiro de presidentes da república, governadores e congressistas.
 A melhor razão para ler este livro é garantir que você possa reconhecer uma fraude quando ouvir uma, bem como identificar o paradigma correto para desenvolver uma compreensão do mundo em que realmente vivemos.

As Sete Inocentes Fraudes Capitais da Economia

SKU
1362
Em Estoque

Calcule seu frete

Características

Formato

 12 x 18 cm
Desculpe, houve um erro enquanto este conteúdo era gerado.
Quem viu esse também viu
comentários
escreva seu comentário
Você está avaliando:As Sete Inocentes Fraudes Capitais da Economia
Qual a nota você dá para esse produto?
0/5